Balão intragástrico

O balão intragástrico é um balão esférico de silicone, introduzido dentro do estômago do paciente, sob sedação, através de um procedimento terapêutico não cirúrgico (endoscopia digestiva).

Tem como público-alvo pessoas com super obesidade (IMC >27) e que não conseguiram conseguir peso somente com dieta e exercício físico.

Como funciona o balão intragástrico?

O balão gástrico reduz o espaço no estômago disponível para a comida, restringe a passagem livre de comida e água, retardando a digestão pelo estômago, trazendo uma sensação de saciedade por mais tempo. O dispositivo sozinho não provoca a perda de peso, mas ao ocupar uma grande parte do estômago, a pessoa costuma comer menos.

Quais os benefícios do balão intragástrico?

  • Não requer internamento hospitalar;
  • Tempo de procedimento curto (entre 20-30 minutos);
  • Execução das actividades normais do dia-a-dia;
  • Opção menos invasiva para o tratamento da obesidade;
  • Não provoca interferências no processo da digestão;
  • Perda de peso desde que existam mudanças de hábitos higieno-dietéticos e de realização de actividades físicas.

Quais as contraindicações do balão intragástrico?

  • Gravidez;
  • Anomalias estruturais no esôfago ou faringe;
  • Varizes esofágicas;
  • Esofagite grave;
  • Esófago de Barret;
  • Cirurgia gástrica prévia;
  • Gastrite, úlceras gástricas e duodenais;
  • Helicobacter pylori não tratado;
  • Alcoolismo e outras.

Como age?

Ação mecânica: diminui a capacidade gástrica em 50%, dificulta a passagem do alimento e torna a digestão mais lenta.

Ação hormonal: provoca alterações hormonais, que enviam estímulos ao hipotálamo, causando saciedade e plenitude.

Ação neurológica: quando o balão encosta na parede gástrica, são estimulados receptores que avisam o cérebro que a pessoa está saciada.

É indispensável o acompanhamento médico de uma equipa multidisciplinar tanto antes quanto após a colocação do Balão sendo observado de perto pelo gastroenterologista, nutricionista e psicólogo já que o paciente irá passar por transformações marcantes e deverá adquirir novos hábitos após a retirada do balão. Após o tempo suficiente para ocorrer a perda de peso, o balão intragástrico deve ser retirado. Este procedimento também é feito através de endoscopia.