Divertículo Uretral Feminino

- Ginecologia e Obstetrícia

Paciente de 37 anos encaminhada de consulta de ginecologia por dor pélvica irradiada ao fossa ilíaca esquerda, intensidade moderada por aproximadamente 3 anos, associa disúria recorrente e dispareunia afetando a qualidade de vida.

IFSF 2/6 .
Antecedentes pessoais:
2019-2020
8 consultas de ginecologia ( dor pélvica, disúria, corrimento)
1 consulta de emergência (disúria)
Ciclos menstruais regulares
5G / 2A / 3P
ACO
Exame físico:
Boas condições gerais
Abdômen: sem lesões
Ginecológico:
Genitália externa: pequenos lábios assimétricos, sem lesões
Genitália interna: aumento no volume de aprox 1,5 x 1,5 cm a 3 cm de profundidade na parede superior em hora 1, dor irradiando para a pelve na manipulação.

Leitura do exame:

Bexiga moderadamente preenchida, de parede fina, sem alterações parietais ou endoluminais com significado patológico.

Útero antevertido, com normais dimensões (7,5x6x4,5cm de diâmetros longitudinal, transversal e antero-posterior, respetivamente), apresentando contornos regulares e estrutura homogénea.

O endométrio é regular e fino.

Ovários com normais características imagiológicas.

Identifica-se imagem sugestiva de divertículo uretral, situada no terço médio da uretra, lateralizada à esquerda, com cerca de 21x19x9mm de diâmetros ortogonais.

Não há adenomegálias pélvicas.

Não há valorizável quantidade de ascite pélvica.

Nas estruturas esqueléticas abrangidas não se assinalam alterações relevantes.

Conclusão:

Divertículo da uretra.

Tratamento:

Remoção cirúrgica.