Ginecomastia: abordagem do Endocrinologista

Dra. Sandra Martins - Endocrinologia

Indivíduo do sexo masculino
33 anos de idade
Professor do 2º ciclo
Solteiro

Queixa principal:

  • Aumento da mama direita há cerca de 4 meses. Foi a outro médico sendo orientado a realização de cirurgia urgente. SIC
  • Ano: 2019/ mês Outubro

História atual:

  • Quando chegou a consulta referia que há cerca de 4 meses nota aumento a mama direita
  • Nega dor, diminuição da libido, disfunção erétil, saída de secreção pela mama
  • Nega patologias, uso de fármacos
  • Nega uso de álcool ou de drogas, traumas. Sem alterações em relação ao peso

Exame físico:

  • Consciente, orientado, eupneico, anictérico
  • FC: 78bpm; Peso: 78kgs; Altura: 1,74cm; IMC: 25,5; PA: 123\73mmhg
  • Fácies incaracterístico de síndrome genético
  • Região cervical: tireoide sem alterações
  • Mama: com hipertrofia de mamas mais acentuado a direita, ligeiramente doloroso a palpação, sem casca de laranja, com glândula mamaria á direita
  • Testículos: tamanho, consistência, nódulos e assimetria
  • Restante exame físico sem alterações

Exames realizados:

  • USG mamário: Ginecomastia verdadeira á direita medindo 1x2x1,6cm
  • USG testicular
  • RMN de hipófise: sem alterações
  • Mamografia??

Tratamento realizado:

  • Tamoxifeno: 10mg
  • Cabergolina 10mg
  • Tomou por 3 meses e teve regressão da ginecomastia
  • Sem intercorrências

Discussão do caso clínico:

  • Será que devíamos indicar cirurgia já no paciente?
  • Qual grau de ginecomastia é o mais recomendado para realização da cirurgia?
  • Será que o tratamento usado foi o mais recomendado pelas literaturas?
  • Quais as vantagens e desvantagens com o tratamento?
  • Como estava o paciente quando chegou a consulta de endocrinologia?