Imagiologia – LMC

Imagiologia

Serviço de Imagiologia

A Imagiologia é a especialidade médica que permite a obtenção de imagens de diversos órgãos e sistemas, utilizando diferentes metodologias, como as radiações, ultrassons ou ondas de radiofrequência, para fins de diagnóstico e terapêutica.


Através de uma política interna de Melhoria Contínua e Satisfação dos Clientes fornecemos serviço a Médicos Prescritores do próprio LMC, mas também a Instituições Públicas ou Privadas, através da execução de todo o tipo de exames na área da Imagiologia.


O Serviço fornecido permite a Médicos das mais diversas Especialidades a Confirmação dos seus Diagnósticos, o seguimento dos tratamentos e/ou das patologias que afectam os seus clientes . Para tal contamos com uma Equipa Médica e Técnica Internacional Licenciada e Especializada, cujos valores são Credibilidade, Rigor e Transparência, contamos ainda com Equipamentos ao Nível das Melhores Clínicas Europeias (rápidos e precisos), de última geração que nos permitem oferecer uma Resposta Rápida, Fidedigna e Objectiva.


As instituições que connosco trabalham recebem de forma eficiente e rápida os seus resultados de acordo com os mais altos Padrões de Qualidade de acordo com as Boas Práticas em Medicina.


Sobre Equipamentos

O Serviço de Imagiologia do Luanda Medical Center, compreende as seguintes valências;

  • Radiologia Convencional
  • Intensificador de Imagem em Bloco Operatório
  • Tomografia Computorizada
  • Mamografia
  • Osteodensitometria ou Densitometria Óssea
  • Ressonância Magnética
  • Ecografia

Dentro de cada valência, toda a equipa trabalha em conjunto para a execução eficiente dos exames solicitados pelos Clínicos do LMC e/ou de outras instituições.

Radiologia Convencional - Raio-X

Multix Select DR - Siemens ®

Um raio-X ou radiografia é um exame que permite visualizar diversas estruturas do corpo humano utilizando radiação x em baixas doses para identificar rapidamente alterações na estrutura de ossos e de órgãos.

O Raio-x é um exame simples, relativamente pouco dispendioso e permite uma avaliação eficaz de inúmeras patologias. O exame de Raios X tem o objectivo examinar uma área com dor ou desconforto. Permite diagnosticar questões relativas à saúde do paciente, sendo principalmente utilizado em casos de complicações ósseas (como luxações e fracturas), verificar a presença de corpos estranhos no interior do paciente, avaliar doenças agudas na região do abdómen, avaliar os pulmões e as vias aéreas superiores.

O posicionamento do cliente varia muito de acordo com o exame a realizar.

Os raios X podem causar mutações no nosso DNA e, sendo assim, podem induzir uma neoplasia ou cataratas se a pessoa for excessivamente exposta a radiação. No caso de uma mulher grávida, pode causar uma alteração no desenvolvimento do feto, principalmente em uma fase inicial da gravidez Apesar de serem considerados carcinógenos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), seus benefícios superam as possíveis consequências negativas, como tal, importa sempre ponderar em cada caso se os benefícios de um exame radiográfico superam estes riscos que, embora sendo reduzidos, são significativos. Por outro lado, é importante utilizar sempre a menor dose de radiação possível e realizar-se apenas as imagens necessárias. O uso de proteções adequadas permite reduzir a exposição do cliente à radiação durante a realização do exame.

É um exame fácil, rápido e indolor que não requer preparação especial.

  • Deverá comparecer com cerca de 20 minutos de antecedência da hora marcada;
  • Deverá levar a prescrição do exame passada pelo seu médico;
  • Deverá levar exames de diagnóstico anteriores.

Tomografia Computorizada

SOMATOM PERSPECTIVE (64 cortes) - Siemens ®

A Tomografia Computorizada, TAC ou TC, é uma tecnologia de imagem que usa um equipamento especial de raios X para obter imagens do corpo que são depois processados por um computador.

A TAC é particularmente útil para o estudo de órgãos e tecidos com mais detalhe do que uma radiografia convencional. Permite fazer um diagnóstico definitivo não sendo necessário a realização de outros exames de diagnóstico. A TAC é um método de diagnóstico não invasivo e pode ser utilizada para estudar o coração e as artérias, os pulmões, os órgãos do abdómen, como o fígado, o baço, o pâncreas, os rins, a bexiga e o intestino, o crânio e o cérebro, a face, os seios perinasais, os ouvidos e o pescoço, a coluna, a bacia, os membros e as articulações. Através deste exame, um médico radiologista ou neurorradiologista pode descobrir as causas de sintomas, permitindo um tratamento mais rápido e eficaz desses mesmos sintomas e/ou doenças.

O exame é realizado com o cliente deitado sob uma mesa que se move para dentro e para fora de um túnel (tomógrafo). Durante esse movimento, o tubo de raio-x move-se em volta do paciente, emitindo feixes de radiação para produzir as imagens. Durante a realização do exame, o técnico de radiologia estará consigo e poderá vê-lo através de uma janela. O exame tem a duração de cerca de 10 minutos e é indolor. Durante o exame podem ser administrados produtos de contraste, essa administração pode ser feita por via oral, venosa ou rectal, e ajuda a realçar a visibilidade de alguns tecidos ou vasos sanguíneos, obtendo assim um melhor diagnóstico. No caso do contraste intravenoso, pode sentir algumas reações passageiras geralmente de baixa intensidade, como calor no corpo ou um sabor metálico na garganta.

A preparação depende do tipo de exame a realizar, mas por regra são necessárias 4 horas de jejum. No momento da marcação é indicado o tipo de preparação necessária. No dia de realização do exame, deve chegar 20 minutos antes da hora marcada para realização do processo administrativo. Depois do exame, poderá fazer a sua vida normal.

Para reduzir ao máximo os potenciais riscos da radiação, são colocadas protecções específicas no caso de crianças, jovens e mulheres grávidas (que deverão realizar o exame apenas em casos em que o benefício seja superior ao risco).

  • Deverá comparecer com cerca de 20 minutos de antecedência da hora marcada;
  • Deverá levar a prescrição do exame passada pelo seu médico;
  • Deverá levar exames de diagnóstico anteriores e análises ao sangue mais recentes;

MAMOGRAFIA

MAMMOMAT 3000 - Siemens ®

A mamografia é um exame para estudo da mama que utiliza uma baixa dose de radiação. É um exame de extrema importância no diagnóstico precoce do cancro da mama, podendo detectar a doença antes de surgir qualquer sintoma ou alteração ao exame clínico.

A mamografia permite o diagnóstico de um possível tumor na mama. As imagens obtidas nesta avaliação possibilitam a visualização das estruturas mamárias, auxiliando os diagnósticos e as possibilidades de tratamento e cura em caso de doença.

  • 35 anos: a ecografia é o exame de 1ª linha e muitas vezes o único indicado.
  • 35 - 40 anos: a ecografia deve ser realizada e cabe ao radiologista recomendar a realização da mamografia.
  • > 40 anos: a mamografia é o exame de 1ª linha e a ecografia deve ser realizada como complemento da mamografia.
  • A ecografia não deve ser realizada de modo isolado, devido ao alto risco de falsos negativos.
  • Exceções:
    • cliente com exames mamários com menos de 1 ano;
    • Para avaliação de Próteses;
    • Mastectomia bilateral;
    • Contexto pós-traumático recente;
    • Processo inflamatório / abcesso mamário;
    • Gravidez;
    • Procedimentos de intervenção.

Independentemente da faixa etária, sempre que a mamografia for prescrita, a realização da eco-mamária como exame complementar deveria ser obrigatória. Ou seja, a ecografia mamária é sempre complementar à mamografia

A mamografia é realizada num equipamento muito específico de raio-x, o mamógrafo. Durante o exame, a cliente de pé e a mama é posicionada entre duas placas do mamógrafo. A pessoa precisa ficar imóvel e parar a respiração durante alguns segundos para a imagem ficar o mais nítida possível. Durante a compressão da mama é natural que algumas mulheres sintam desconforto. Nesse caso, deverá avisar a técnica para que esta faça uma compressão mais gradual e assim minimizar esse desconforto. O desconforto pode ser maior em certas fases do ciclo menstrual, habitualmente durante o período pré-menstrual. Por essa razão sugere-se a realização da mamografia na semana seguinte ao período menstrual, fase em que se sente menor desconforto.

Recomenda-se apenas que as clientes vistam duas peças de roupa separadas e não que não usem nenhum tipo de cosmético (creme, talco etc) nas mamas e axilas no dia do exame. Além disso, recomenda-se que o exame seja realizado a partir do 8º/10º dia após a data de início da última menstruação.

Deverá comunicar à Técnica de Radiologia e/ou ao Médico Radiologista qualquer alteração que tenha notado na sua mama. Devera também informar sobre cirurgias anteriores, utilização de terapia de substituição hormonal, ou história familiar ou pessoal de cancro de mama. A mamografia utiliza radiações ionizantes e, embora não seja absolutamente contraindicada, é de evitar durante a gravidez. Caso haja possibilidade de estar grávida, por favor avise antes de fazer a mamografia.

  • Deverá comparecer com cerca de 20 minutos de antecedência da hora marcada;
  • Deverá levar a prescrição do exame passada pelo seu médico;
  • Deverá levar exames de diagnóstico anteriores.

  • Deverá comparecer com cerca de 20 minutos de antecedência da hora marcada;
  • Deverá levar a prescrição do exame passada pelo seu médico;
  • Deverá levar exames de diagnóstico anteriores;

Osteodensitometria

HOLOGIC DISCOVERY Wi

A Osteodensitometria ou Densitometria óssea é um exame efetuado com recurso a raios-X (baixa dose de radiação) e que permite avaliar a densidade dos ossos, ou seja, permite medir a quantidade de cálcio e outros minerais ósseos num determinado osso. A avaliação por osteodensitometria é realizada ao nível do colo do fémur e da coluna lombar. A medição no antebraço (rádio) é apenas efectuada nos casos em que a avaliação nas regiões anatómicas anteriores não seja possível.

É o exame que melhor permite o diagnóstico, avaliação do risco de fratura e controle terapêutico da osteoporose. Indicações:

  • Identificação de uma redução na densidade óssea antes da ocorrência de uma fratura
  • Determinação do risco de fratura
  • Confirmação de um diagnóstico de osteoporose após uma fratura
  • Monitorização do tratamento da osteoporose
  • Casos em que ocorre uma perda de altura superior a 4cm
  • Fracturas espontâneas ou após traumas pouco violentos
  • Utilização de medicamentos que podem provocar osteoporose (corticoides, por exemplo)
  • Após um transplante (devido à medicação utilizada)
  • Quando ocorre uma diminuição nos níveis hormonais, como na menopausa ou durante alguns tratamentos (por exemplo, cancro da próstata).

Têm também indicação para a realização de osteodensitometria:

  • Mulheres com idade superior a 65 anos e homens com idade superior a 70 anos
  • Mulheres pós-menopáusicas com idade inferior a 65 anos
  • Homens com idade superior a 50 anos se apresentarem fatores de risco
  • Mulheres pré menopáusicas
  • Homens com idade inferior a 50 anos se existirem causas conhecidas de osteoporose ou fatores de risco.

O posicionamento do cliente varia muito de acordo com o exame a realizar.

Os raios X podem causar mutações no nosso DNA e, sendo assim, podem induzir uma neoplasia ou cataratas se a pessoa for excessivamente exposta a radiação. No caso de uma mulher grávida, pode causar uma alteração no desenvolvimento do feto, principalmente em uma fase inicial da gravidez Apesar de serem considerados carcinógenos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), seus benefícios superam as possíveis consequências negativas, como tal, importa sempre ponderar em cada caso se os benefícios de um exame radiográfico superam estes riscos que, embora sendo reduzidos, são significativos. Por outro lado, é importante utilizar sempre a menor dose de radiação possível e realizar-se apenas as imagens necessárias. O uso de proteções adequadas permite reduzir a exposição do cliente à radiação durante a realização do exame.

É um exame fácil, rápido e indolor que não requer preparação especial.

  • Deverá comparecer com cerca de 20 minutos de antecedência da hora marcada;
  • Deverá levar a prescrição do exame passada pelo seu médico;
  • Deverá levar exames de diagnóstico anteriores.

Ressonância Magnética

Philips MR5300 1.5 Tesla

A Ressonância Magnética (RM) é um exame médico que usa um campo magnético e ondas de radiofrequência para obter imagens anatómicas. Constitui um método de imagem inócuo visto que não utiliza radiação ionizante.

A RM tem a capacidade de mostrar os órgãos e tecidos do corpo com grande detalhe, permitindo ao médico um diagnóstico preciso. É um excelente meio de diagnóstico para estudar o cérebro, a coluna, as articulações e os tecidos moles dos membros. Tem também grande interesse para o estudo do coração, dos vasos e dos órgãos abdominais. A nossa Ressonância Magnética é de campo aberto, isto significa que em vez do tradicional equipamento de RM fechado, o nosso aparelho tem três lados abertos, dando maior conforto e segurança ao paciente.

O exame é realizado com o cliente deitado sob uma mesa que se move para dentro e para fora de um túnel (tomógrafo). Durante esse movimento, o tubo de raio-x move-se em volta do paciente, emitindo feixes de radiação para produzir as imagens. Durante a realização do exame, o técnico de radiologia estará consigo e poderá vê-lo através de uma janela. O exame tem a duração de cerca de 10 minutos e é indolor. Durante o exame podem ser administrados produtos de contraste, essa administração pode ser feita por via oral, venosa ou rectal, e ajuda a realçar a visibilidade de alguns tecidos ou vasos sanguíneos, obtendo assim um melhor diagnóstico. No caso do contraste intravenoso, pode sentir algumas reações passageiras geralmente de baixa intensidade, como calor no corpo ou um sabor metálico na garganta.

Deve vestir a bata que lhe será fornecida e deixar todo o seu vestuário e objectos pessoais no vestiário, que ficará fechado à chave durante a realização do exame. Não deve levar nada consigo quando entrar na sala de exame. Na sala de RM existe um campo magnético que pode atrair objectos metálicos e interferir com dispositivos electrónicos, como os pacemakers. Remova próteses de que seja portador (por exemplo, prótese auditiva, dentária ou dos membros). Tire os óculos, anéis, ganchos do cabelo ou outros objectos pessoais. O Dispositivo Intra-uterino (DIU) e o "chumbo" dos dentes não são contra-indicações para a realização do exame de RM, bem como objectos de ouro ou outros metais preciosos. Caso o exame seja realizado com anestesia ou após tomar algum medicamento tranquilizante o doente não poderá conduzir ou utilizar máquinas, devendo ser acompanhado. Não se conhecem riscos para o feto, mas por uma questão de precaução, é necessário ponderar a necessidade de realização de um exame de RM durante o primeiro trimestre de gravidez. Há crianças que podem não conseguir colaborar e ficar imóveis durante todo o exame, assim, podem ter de ser sedadas para não se mexerem durante a realização do exame.

Pacemaker cardíaco (ou "pilha no coração") é um dispositivo eletrónico que ajuda a regularizar o ritmo cardíaco. Um doente portador de pacemaker cardíaco não pode realizar o exame de RM.

Desfibrilador cardíaco - é um dispositivo eletrónico parecido com o pacemaker cardíaco, que faz uma descarga elétrica quando o coração começa a bater desordenadamente. Um doente portador de desfibrilador cardíaco não pode realizar o exame de RM.

Clips de aneurisma cranianos - são pequenas molas utilizadas para fechar um aneurisma que rompe no interior do cérebro. Alguns clips mais antigos são atraídos pelo campo magnético e os doentes com este tipo de clipes não podem realizar o exame de RM.

Sistema de estimulação neural ou espinal - são elétrodos implantados no cérebro ou na medula espinal que, através de pequenas descargas elétricas, visam tratar de determinadas doenças, como por exemplo, a doença de Parkinson.

Implante coclear ou tubos metálicos nos ouvidos - são pequenos dispositivos implantados no interior dos ouvidos que visam melhorar a audição.

Bomba de infusão de insulina - é um pequeno dispositivo eletrónico usado por diabéticos para administrar insulina de forma automática.

Porta de acesso vascular ou cateter - são dispositivos que servem para a administração repetida de medicamentos, usados, por exemplo, em doentes que fazem quimioterapia, e que podem conter partes metálicas.

Filtros, agulhas e outros implantes metálicos - são usados, por exemplo, para tratar estenoses nas artérias do coração. Fragmento metálico nos olhos ou no corpo - são fragmentos que podem deslocar-se e resultar em lesão. Agrafes cirúrgicos, clips ou suturas metálicas; placas, parafusos, varetas ou fios nos ossos - se a cirurgia tiver sido realizada há mais de 4 meses, não constituem contraindicação.

Tatuagem, maquilhagem e pensos medicamentosos - alguns dos produtos usados para fazer tatuagens e na maquilhagem contêm metais que podem irritar a pele durante a realização do exame. Alguns pensos medicamentosos podem provocar a mesma reação e devem ser retirados antes da realização do exame.

Piercing e agulhas de acupuntura - as joias usadas para fazer piercings e as agulhas de acupuntura podem ser feitas de metal atraído pelo campo magnético

  • Deverá comparecer com cerca de 20 minutos de antecedência da hora marcada;
  • Deverá levar a prescrição do exame passada pelo seu médico;
  • Deverá levar exames de diagnóstico anteriores e análises ao sangue mais recentes;

Arco em C

ARCADIS VARIC - Siemens ®

É um equipamento de raio-x, utilizado para dar apoio às cirurgias no Bloco operatório.

O intensificador de imagem possibilita os médicos visualizarem imagens em tempo real, permite que a equipe em bloco operatório aja de forma ágil, rápida e efectiva caso o procedimento cirúrgico necessite de algum ajuste ou correcção. A fluoroscopia oferece apoio a uma série de procedimentos médicos, melhorando a sua acurácia. Essa técnica possibilita a obtenção de imagens dinâmicas em tempo real, bem como a avaliação dos movimentos de órgãos e líquidos pelo corpo. Permite guiar os instrumentos cirúrgicos até à zona pretendida, colocar próteses, placas e parafusos sob visão em tempo real e assim melhorar a acuidade e a precisão da técnica cirúrgica.

Ecografia

Mindray DC-70

A ecografia, também designada por ecotomografia ou ultrassonografia, é um exame de imagem simples e indolor que utiliza uma técnica de diagnóstico à base de ultra-sons (ondas sonoras de alta frequência), as quais ao serem reflectidas de modo diferente pelas várias estruturas do corpo humano geram imagens com qualidade diagnóstica. O seu objectivo é exactamente observar órgãos e tecidos do nosso corpo em tempo real.

O exame de ultra-som é indicado para análise e diagnóstico, para descartar suspeitas ou confirmá-las, para seja iniciado o devido tratamento. A evolução dos equipamentos de ultra-som permite a visualização de alterações ainda no começo, possibilitando o tratamento precoce de várias patologias. É um meio de diagnóstico inócuo (não utiliza radiação ionizante) e fornece imagens em tempo real, é um exame simples, relativamente pouco dispendioso e permite uma avaliação eficaz de inúmeras patologias.

No ultra-som, o cliente fica deitado, ou de pé (o posicionamento depende do exame a realizar) e o médico aplica gel condutor na região a ser avaliada. Com isso, o médico desliza o transdutor – um equipamento que emite e capta ondas sonoras não audíveis – na pele do paciente. As ondas captadas são interpretadas e a partir delas se forma a imagem, tudo isto de forma muito simples e indolor.

A preparação depende do tipo de exame a realizar. No momento da marcação é indicado o tipo de preparação necessária. Depois do exame, poderá fazer a sua vida normal.

Os exames de ecografia não possuem quaisquer contra-indicações.

  • Deverá comparecer com cerca de 20 minutos de antecedência da hora marcada;
  • Deverá levar a prescrição do exame passada pelo seu médico;
  • Deverá levar exames de diagnóstico anteriores e análises ao sangue mais recentes;

Sobre Licenciamento e Garantia de Qualidade

O Serviço de Imagiologia do Luanda Medical Center

Encontra-se licenciado pela AREA, Autoridade Reguladora de energia Atómica desde 2015, sofrendo inspecções periódicas e testes de Controlo de Qualidade dos Equipamentos de Radiodiagnóstico periodicamente e desde então. Neste sentido são realizados também periodicamente, Levantamentos Radiométricos pelos Peritos Físicos qualificados, que garantem que todos os parâmetros estão dentro dos limites estabelecidos. Toda a equipa de funcionários ocupacionalmente expostos tem um dosímetro individual, cujas leituras de dose são feitas mensalmente.

A Telemedicina

O Centro Internacional de Telemedicina reúne a elite dos médicos radiologistas para nos proporcionar a máxima qualidade na leitura sub-especializada e altamente diferenciada. O âmbito de actuação do CTM prende-se com a interpretação de exames de Ressonância Magnética, Tomografia Computorizada e Densitometria Óssea. A equipa médica é sub-especializada nas diferentes áreas: Sistema Musculo-esquelético, Medicina Desportiva, Neurorradiologia, Abdómen, Pélvis, Sistema Cardiovascular, Mama e Radiologia Pediátrica. Todos os nossos exames recebem assim uma consultadoria diferenciada por especialistas de renome, assegurando o máximo rigor diagnóstico.

×