Luanda Medical Center lança campanha que salva vidas

Figuras públicas Angolanas juntam-se a esta causa.

Depois da vacinação a meninas entre os 9 e os 14 anos de idade, nos Centros de Acolhimento “Pequena Semente” e “Horizonte Azul”, contra o vírus HPV, o Luanda Medical Center lançou oficialmente, a 16 de Fevereiro, a campanha de prevenção contra o cancro do colo do útero.

Sob o lema “Salve a vida de quem mais ama”, o Luanda Medical Center convidou algumas figuras públicas para assumirem o papel de embaixadores desta campanha. O objectivo é sensibilizar a sociedade para a importância do rastreio e vacinação na prevenção desta doença que se desenvolve silenciosamente.

Nomes como Bruna Tatiana, Lisandra Francisco, Cabo Snoop e Sofia Lucas, surgem como rostos da campanha que será veiculada em diferentes meios de comunicação, como TV, Rádio, Imprensa, Outdoor e Digital.

“O objectivo desta campanha de comunicação é chegar à maior parte da população em Luanda e restantes províncias. É uma campanha de sensibilização, que pretende alertar e informar sobre os métodos de prevenção desta doença. O rastreio, é um pequeno gesto que pode salvar a vida de mulheres que são também mães, filhas, esposas e amigas de alguém. No Luanda Medical Center dispomos de todos os meios de diagnóstico, prevenção e tratamento bem como uma equipa de profissionais apto para responder a todas as questões que possam surgir acerca deste tema.”, referiu Rita Matias, Directora de Marketing do LMC.

O Luanda Medical Center pretende ainda, com esta campanha, alargar as suas acções de responsabilidade social e trabalhar em parceria com o Ministério da Saúde, por forma a atingir camadas da sociedade que, de outra forma, não poderão ter acesso à informação e prevenção.

O cancro do colo do útero é uma doença que afecta mulheres em todo o mundo e em Angola existe uma forte incidência deste tipo de cancro.

Sobre o Vírus HPV

O Cancro do Colo do Útero é causado pelo vírus do Papiloma Humano (HPV).

O seu desenvolvimento é silencioso, pelo que não se deve esperar pelos sinais de alarme. Calcula-se que quatro em cada cinco mulheres são expostas ao vírus em algum momento da sua vida. Na maior parte das mulheres, a infecção pelo HPV é eliminada pelo sistema imunitário, sem nunca ter criado qualquer tipo de sintomas. Porém, em alguns casos, a infecção persiste e o vírus pode provocar alterações nas células do colo do útero, promovendo a sua transformação em células cancerosas.

Qualquer pessoa pode ser infectada com HPV. O HPV é transmitido por contacto sexual. Mesmo que só tenha tido um parceiro sexual o vírus poderá ser transmitido.

É possível prever o risco de desenvolvimento deste cancro e detectar as lesões precursoras através da realização de teste de rastreio. A prevenção através do rastreio regular (Papanicolau) e/ou teste de HPV juntamente com a vacinação é  fundamental para evitar o cancro do colo do útero.

Todas as mulheres que já iniciaram a sua actividade sexual devem realizar o PAPANICOLAU e o teste de HPV. Existe a possibilidade de evitar o HPV que desenvolve para cancro através da vacinação. A vacina é recomendada para meninas a partir dos 9 anos.

O Luanda Medical Center

Um centro médico de referência que foi idealizado para prestar cuidados de saúde de excelência à população angolana. Integram a equipa médica internacional, profissionais de saúde oriundos de Portugal, Espanha e Israel.

O centro tem como Visão, ter um impacto significativo, através da melhoria dos padrões de cuidados de saúde, disponíveis e através de instalações internacionalmente acreditadas, operadas e supervisionadas.

As instalações dispõem de salas de operação modernas, vários consultórios médicos para as diferentes consultas de especialidade, uma unidade especializada de gastrenterologia, uma unidade de cardiologia, um centro de diagnóstico completo e um laboratório de análises que servirá tanto o Luanda Medical Center como outras clínicas na área.